segunda-feira, 8 de julho de 2013

Meditação ganha, enfim, aval científico - Revista Veja (7/7/13)

A ciência moderna nada mas faz do que confirmar o que já era sabido e comprovado por centenas de milhares de praticantes de meditação durante os milhares de anos de existência desta técnica, ou destas técnicas, pois são várias as formas de se meditar.
 
Na reportagem publicada pela revista Veja no dia 7/7/2013 afirma-se que "meditar é mais repousante que dormir", isso ocorre porque quando meditamos recebemos uma quantidade muito maior de energia cósmica em relação ao que recebemos quando estamos dormindo. Uma hora de meditação equivale a três horas de sono.

Outros pontos abordados pela revista é a diminuição da hipertensão, melhoria na qualidade do sono e melhores notas em provas e exames tirada por alunos que praticaram meditação, não é para menos, durante as práticas meditativas tomamos consciência da Verdadeira Realidade, entramos em contato com nossa essência, e neste estado de consciência elevado percebemos que os medos e a ansiedade não são necessários, diminuindo sua intensidade com o aprofundamento da prática.

A matéria não trata de energias cósmicas e outros assuntos que os equipamentos de laboratório não conseguem detectar, mas mostra as mudanças fisiológicas que ocorrem com os praticantes de meditação, mudanças estas que são muito importantes para preparar o organismo para chegar ao destino final da prática meditativa, que é a Libertação das limitações humanas.

Leiam a matéria completa em: http://veja.abril.com.br/noticia/saude/meditacao-ganha-enfim-aval-cientifico

Nenhum comentário:

Postar um comentário